Bebê que apareceu em campanhas nazistas para promover a “pureza ariana” era, na verdade, uma criança judia

Publicado originalmente por Luciana Galastri em GALILEU

Hessy Taft é esse lindo bebê que aparece na foto acima. A imagem foi usada em uma propaganda nazista para mostrar como seria o “bebê ariano perfeito”. Mas Hessy Taft é de família judia.

“Eu dou risada disso hoje, mas se, na época, os nazistas descobrissem, eu não estaria viva”, contou Taft, em entrevista ao jornal alemão Bild. Na época da foto, Hessy tinha seis meses – hoje, está com 80 anos.

Mas como uma foto de um bebê judeu foi parar em uma propaganda nazista?

A mãe de Hessy, Pauline Levinsons, levou sua filha para tirar um retrato em 1935, na cidade de Berlim. O fotógrafo, Hans Ballin, enviou a imagem para uma revista de propaganda nazista “para a família”, a Sonne ins Hause. E a foto foi parar na capa. Confrontado posteriormente pelos Levinsons, Ballin admitiu que inscreveu a foto de Hessy em um concurso para eleger o bebê ariano mais bonito de propósito. “Queria fazer os nazistas parecerem ridículos”, teria dito o fotógrafo.

Missão cumprida. A foto de Hessy não apenas foi publicada na revista, como também em cartões postais com mensagens nazistas. Diz a “lenda” que a foto teria sido especialmente selecionada pelo Ministro de Propaganda nazista, Joseph Goebbels.

E Hessy? Por medo de descobrirem a farsa, a família da garota a manteve escondida durante sua infância inteira. Afinal, se os nazistas reconhecessem as crianças, isso significaria uma morte certa. Por sorte, eles nunca ficaram sabendo.

Veja Hessy comentando a história (em inglês):

Anúncios

Quem era Hitler durante a Primeira Guerra Mundial?

Adolf Hitler não nasceu na Alemanha, mas numa pequena cidade austríaca no ano de 1889. Em sua juventude ele não apresentou aquele espírito nacionalista que o motivaria anos mais tarde. Na verdade, em 1913, para fugir do recrutamento militar na Áustria, Hitler se mudou para Munique. Quando a Primeira Grande Guerra explodiu, Hitler tinha 25 anos e já não sustentava receios quanto à carreira militar. Ele se alistou para servir no 16º Regimento Bávaro da Reserva. E foi a partir dessa decisão, a partir das experiências vividas por aquele jovem soldado, que um forte espírito nacionalista e anti-semita foi forjado.

O SOLDADO HITLER 

Leia mais »